Não há como não produzir lixo, mas podemos diminuir essa produção.

Como? Reduzindo o desperdício, reutilizando sempre que possível e separando os materiais recicláveis para a coleta seletiva.

Tem coisas que a gente só não faz por não saber como.

A ideia é construirmos um mundo melhor, certo? Cremos que um futuro melhor seja o resultado de um presente mais responsável.

Materiais Recicláveis - PAPEL: jornais, revistas, cadernos, embalagens de papelão, livros, papel de escritório, cartolinas, envelopes, impressos em geral decomposição de 3 a 6 meses.

Uma tonelada de papel reciclado evita o corte de 15 a 20 árvores, economiza 50% de energia elétrica e 10 mil m3 de água.

PLÁSTICO: garrafas PET, sacos, sacolas, tubos e conexões, baldes, recipientes de produtos de limpeza e higiene. decomposição: 500 anos, c
em toneladas de plástico reciclado evitam a extração de uma tonelada de petróleo.

METAL: latas de alumínio (bebidas), panelas, utensílios de metal, latas de ferro (conservas e alimentos em geral), fios de cobre, pequenas sucatas metálicas decomposição 80 a 100 anos.

Uma tonelada de alumínio reciclado evita a extração de 5 toneladas de minério. 100 toneladas de aço reciclado poupam 27 kWh de energia elétrica e 5 árvores usadas como carvão no processamento de minério de ferro.

VIDRO: garrafas, potes, frascos, copos, embalagens diversas de vidro, inclusive frascos de remédios vazios decomposição 1 milhão de anos.

Uma tonelada de vidro reciclado evita a extração de 1,3 tonelada de areia.

ÓLEO DE COZINHA: armazene o óleo de cozinha usado em garrafa PET para reciclagem. Se jogado na pia, o óleo de cozinha usado pode obstruir encanamentos, impedir a oxigenação das águas.

Lembre-se, quem gosta de limpeza, não suja!